Saltar os Menus

Mensagem do(a) Director(a)

 

O enriquecimento do conteúdo informativo consultável no Arquivo Distrital de Castelo Branco, permite-nos hoje dizer sem ostentações que este organismo se tornou uma instituição indispensável aos caminhos da História e da Cultura, muitas vezes e muito simplesmente nos caminhos do saber de onde vimos e na influência que esse percurso tem no saber para onde vamos. Os nossos caminhos são, não só os da História do distrito, mas também da história do país. Soma de um todo feito de cada um de nós, tantas vezes forjada por cá mas estendendo-se também por uma diáspora que não sendo apenas nacional tem por fronteiras o mundo em que vivemos.

Todos estamos hoje a uma distância que deixou de se medir em quilómetros para o passar a ser em tempo; um tempo que quase não tem medida, encurtadas que estão acessibilidades e distâncias pelos meios de comunicação e pela Internet

Assim, ao serviço e servindo-nos destas novas realidades, procuraremos aumentar o espólio documental, incorporando “nova” documentação para que o investigador possa aceder a um cada vez mais rico e alargado conteúdo informativo, garantindo simultaneamente a permanente produção e actualização dos instrumentos de descrição que lhe garantem o acesso. Para que assim seja também com outras arquivos da região, procuraremos não desleixar uma cooperação com outros arquivos. Uma cooperação que por vezes passa “apenas” pelo estimulo à implementação das tarefas arquivísticas.

Na esperança de servir cada vez melhor os que nos procuram sem nos visitar – dispondo agora de meios humanos mais adequados à garantia de celeridade na resposta –  procuraremos encurtar o tempo que medeia entre o pedido e a resposta.

A quem vem ao arquivo procuraremos dar a atenção devida a um convidado. O investigador está na sua casa devendo ficar satisfeito com o apoio que recebe e com a obtenção das respostas que procura.

Para que as coisas assim sejam e tenham a simplicidade com que se expõem, necessário se torna uma boa gestão que racionalize recursos e meios materiais sempre escassos e potencie os meios humanos no cumprimento das tarefas enunciadas mas também de outras que lhe estão associadas e respeitam à conservação dos espólios, à manutenção das instalações, ao conforto físico dos utilizadores.

Para captar utilizadores e divulgar o arquivo e seu património, procurar-se-á realizar o arquivo enquanto extensão cultural, promovendo actividades complementares, tais como exposições e visitas guiadas.

Para que o Arquivo Distrital de Castelo Branco seja cada vez mais uma casa ao serviço da História em particular e da Cultura em geral, só o cidadão interessa. Que entre pois pelas portas que por direito tem franqueadas!

Última Actualização: 22 de Setembro de 2008

Arquivo Distrital de Castelo Branco